nsdfjk Dicas para ter uma vida mais saudável

Dicas para ter uma vida mais saudável

Cada vez mais são conhecidos os problemas de saúde relacionados com o mau tratamento que podemos dar ao nosso corpo. Para algumas pessoas o corpo é visto como “um templo”, para outras um “parque de diversões” e é fácil de perceber em qual dos casos o corpo recebe um melhor tratamento. Corpo apenas temos um, assim como só temos uma vida e as nossas ações, boas ou más de hoje, trarão as suas consequências no futuro.

Problemas como colesterol, diabetes, relacionados com a sua alimentação ou problemas musculares e sobrepeso, relacionados provavelmente com a falta de exercício diário, podem facilmente ser resolvidos com uma pequena mudança de hábitos. Se chegou a este artigo porque pretende saber como pode ter uma vida mais saudável, entrou no local correto. Perceba que em muitos dos casos apenas uma pequena mudança nos seus hábitos poderão fazer maravilhas na sua saúde!

Tomemos como exemplo a minha mãe: ela tinha algum excesso de peso (e ainda tem), mas começou a ter uma alimentação mais cuidada e a praticar exercício diário. Para além de já ter perdido uns 5 quilos, diz sentir-se “bastante melhor, com maior energia” e que se cansa menos nas suas atividades diárias! Não é fenomenal? E tudo isto com uma pequena mudança de hábitos! Existem doenças e problemas que não podemos evitar, mesmo que sejamos bastante saudáveis, mas porque não fazermos alguma coisa pelas coisas sobre as quais temos controlo? Vamos começar?

ter uma vida mais saudável

Quer ter uma vida mais saudável?

Será que quer mesmo? Se a sua resposta for afirmativa perceba que muito provavelmente terá que fazer alguns sacrifícios. Ninguém pura e simplesmente estala os dedos e ficar com uma vida mais saudável, aliás em muitos dos casos (sobretudo os mais graves), a mudança de hábitos poderá tornar-se num grande desafio. O que terá de perceber é que nada é impossível (por mais que lhe pareça que sim), o problema de muitas pessoas é nem se dignarem a tentar mudar algo, aquelas que todos nós conhecemos e pura e simplesmente dizem “não consigo”.

Alimentação

  • Beba mais água – Sabia que cerca de 60% do nosso corpo é basicamente água? Não é que seja literalmente (obviamente), mas a título de exemplo, cerca de 75% do peso de um músculo é constituído por água. Perceba agora a importância da mesma? O problema é que a maior parte das pessoas sabe a importância de beber água, mas pura e simplesmente não o faz e acaba muitas vezes por se “contentar” com apenas uns dois copos da mesma por dia. O outro problema é que as pessoas pensam que substituir a água por refrigerantes ou substâncias do gênero trará os mesmos resultados, o que é completamente errado.  Hoje em dia até existem aplicações como a Water Your Body , que alertam para a necessidade de beber água, por isso, comece a beber mais água, o que no início poderá ser complicado, acabará por se tornar num hábito.

Lembre-se que beber água irá ajudá-la(o) também a perder peso, porque irá encher mais facilmente a barriga o que a fará comer menos. Por outro lado, sendo que a ingestão de comida contribui apenas com 20% de água, é fácil de perceber que necessita dos restantes 80% e é na água que os vai conseguir. Percebe agora de onde vem a teoria de que devemos beber 8 copos por dia? A minha recomendação é que não salte logo para os 8 copos (se não conseguir), porque acabará por se sentir completamente afogada de água. O melhor é começar com uns 4 copos, depois da refeição ou assim e ir acrescentando à medida que se sinta à vontade para beber mais água. Lembre-se também que a quantidade de água que precisa beber por dia irá depender bastante do esforço físico que faça, sendo que a quantidade não deverá ser inferior a 1 litro e meio / 2 litros, e isto sou eu a ser generoso…

  • Coma mais fruta – A fruta é bastante saudável e deverá fazer parte da sua alimentação o mais rápido possível. Na fruta irá encontrar uma variedade de vitaminas e minerais, bastante importantes para a sua alimentação e consequentemente para a sua saúde. Evite suplementos de fruta e todas aquelas promessas que nos entram “casa a dentro”, através da televisão. Um comprimido de vitamina c, não faz tão bem à saúde como comer uma laranja. Nada substitui o alimento comido como vem da natureza. Boas sugestões para começar poderão ser: a melancia, damascos, abacate, maçã, framboesas, kiwi, morangos e laranja.
  • Coma mais vegetais – Pior que as frutas estão mesmo os vegetais que parecem ser sempre esquecidos nos pratos das pessoas. Nós deveríamos comer bastantes vegetais, mas ao que parece as pessoas não comem muito. Porque? Os vegetais podem ser misturados com várias coisas. Não precisa de comer apenas os vegetais misturados com azeite e pouco mais. Poderá adicionar atum, carne e outros condimentos para criar uma salada nutritiva e bastante deliciosa. Já viu o número de pratos fantásticos que podem ser feitos com vegetais? Muitas vezes o problema das pessoas é não pesquisarem e como tal não conhecem. Pense nos seus vegetais preferidos e tente incluí-los na sua dieta o mais rápido possível. Dará por si a comer comida mais saudável e sem sacrifícios.

Aprenda a comprar comida saudável mais facilmente.

  • Evite comidas processadas – O grande problema dos dias de hoje é que existe cada vez mais “fast food” e as pessoas estão cada vez mais sem tempo. Como as pessoas têm pouco tempo acabam por consumir mais destas comidas. Não somos contra o cortar completamente o mal por raiz, mas acreditamos que devemos evitar certas coisas e não fazer disso um consumo diário. Comer um hambúrguer do Mac Donalds por mês é completamente diferente de comer 1 vez por semana.

As comidas processadas não são boas (boas elas são né), porque grande parte do valor nutricional perdesse e porque usam imensos conservantes que obviamente são maus para a nossa saúde, já para não falar que têm um elevado número de calorias. Quando se come um prato desse tipo, acabamos por ingerir grande quantidade de calorias e poucos nutrientes, o que faz com que passadas umas horas já possamos estar com fome, porque embora tenhamos ingerido nutrientes, estes não são aquelas que precisamos.

Conheça as piores comidas processadas para o seu corpo.

comer por impulso

  • Deixe de comer por impulso – Sabe aquelas comidas que você come mesmo que não tenha fome? Todos temos, sejam sobremesas, chocolates, doces, etc. Se quer ter um estilo de vida mais saudável o melhor que poderá fazer é começar a evitar, se não mesmo abolir essas mesmas coisas. Caso contrário e imaginando que está a fazer dieta, acabará por estragar tudo nos seus momentos de loucura. Lembra-se do nosso artigo de como poupar no supermercado? Uma das dicas é que não deve ir para as compras de estômago vazio, porque acabará por comprar coisas que não necessita. Pois bem. Na sua alimentação as coisas processam-se da mesma forma. Para de comer coisas que lhe fazem mal por simples impulso, pense assim “eu sou mais forte” e controle esse seu apetite.
  • Coma pequenas doses – Para conseguir comer pequenas doses não deve passar muito tempo sem comer, por isso esta é uma dica dupla. Quando você passa muito tempo sem comer, ao chegar ao momento das refeições estará completamente cheia de fome e acabará por comer mais certo? Se você for comendo, mesmo que pequenas quantidades de comida (saudável), de três em três horas, acabará por conseguir comer menos e mesmo assim saciará a sua fome. Esta dica é muito conhecida mas infelizmente difícil de aplicar, sendo que com o estilo de vida agitado e sobretudo preenchido das pessoas se torna complicado colocar isto em prática. Mas lá está. Com força de vontade tudo é possível.
  • Pare de comer quando estiver cheio(a) – O problema de muitas pessoas é terem “mais olhos que barriga”. Sabe aquela pessoa que está sempre a dizer “ai estou cheio de fome” e depois no horário das refeições enche o prato de tal maneira que fica a parecer uma pirâmide de comida? Pois esses mesmo. O problema nem é tanto encherem tanto o prato (o que mesmo assim é um problema), mas sim comerem tudo, mesmo que estejam cheios. Eu sou apologista que uma pessoa apenas deve comer enquanto sente fome, mesmo que tenha o prato cheio. Com o tempo acabará por sentir necessidade de colocar menos no prato.
  • Comidas com óleo? Corte nelas – Hoje em dia, para quem pretende ter uma alimentação mais saudável uma frigideira ou panela antiaderente é um investimento quase obrigatório. Com uma frigideira deste gênero poderá fazer vários pratos usando muito pouco ou até mesmo nada de óleo, azeite (embora não seja mau em quantidades normais), etc. Eu próprio já fiz bifes usando apenas um pouco de água. Leram bem… Água. Claro que o sabor das coisas é um pouco diferente, mas eu disse no início do artigo que deveriam ser capazes de fazer alguns sacrifícios.

Conheça os segredos para fazer comida saudável.

  • Comidas com açúcar? Também – As comidas com uma grande dose de açúcar devem também ser evitadas. Lembre-se que todo o açúcar presente na comida (ou grande parte dele), vai ficar armazenado no seu corpo sob a forma de gordura e em grande parte na sua zona abdominal. Por isso, se está sempre a reclamar que não consegue ter uma barriga definida, que a sua barriguinha nunca saí, então começar por reduzir a quantidade de açúcar que ingere, poderá ser um bom princípio.

refrigerantes

  • Reduza na cafeína, refrigerantes e bebidas alcoólicas – Muitas pessoas se questionam “ah mas eu tenho uma alimentação tão boa e mesmo assim não consigo perder aquela barriga” ou em muitos casos não conseguem perder peso. A grande culpa poderá ser dos refrigerantes e bebidas alcoólicas que consome. Os refrigerantes como por exemplo o ice-tea e a coca-cola, tão consumidos por jovens e adultos, têm entre 3 e 4 pacotinhos de açúcar em cada lata. E tanto os refrigerantes, como as bebidas alcoólicas, têm muitas calorias que para nada mais servem do que para criar gordura no seu corpo. Por outro lado a cafeína, leva à remoção de água no corpo porque aumentam a produção de urina e só contribui para que você perca água.
  • Prepare as suas refeições – A melhor forma de ficar longe daquelas comidas prefeitas do supermercado que estão cheias de “porcarias” literalmente é você fazer a sua própria comida. Ao você fazer a sua própria comida, saberá quais são os ingredientes que está a usar, assim como tudo o que essa mesma comida levou. Ao comprar comida já feita, para além de fazer mal, nem sempre sabe o que está a fazer. Claro que nos dias que correm nem sempre temos oportunidade (leia-se tempo), para fazermos a nossa comida. Quando não tiver tempo o melhor que poderá fazer é escolher um local com comida saudável.
  • Leve a garrafa de água consigo – Para que não caía no erro de se hidratar com refrigerantes e afins, o melhor que poderá fazer é trazer sempre uma garrafa de água consigo ou então optar por comprar água (sobretudo no verão que é complicado que esta se mantenha fresca). Para além de conseguir controlar de melhor forma a sua ingestão de água diária, estará sempre hidratada com o que realmente a hidrata, a água!
  • Faça mais refeições sem carne – As pessoas nos dias de hoje habituaram-se demasiado a comer carne. Se não acredita faça um teste: quantas das suas refeições semanais têm carne? Provavelmente muitas. Em muitos países, as pessoas comem apenas uma refeição (completa) por dia, comendo sandes à noite ou apenas uma salada. Existem várias vantagens em fazer apenas uma refeição inteira ou almoço ou uma refeição mais composta. Segundo aprendi, “coma o pequeno-almoço como um rei, o almoço como um príncipe, e o jantar como um pobre” e cada vez mais esta ideia faz sentido. Supostamente à noite é quando ocorre uma maior absorção de nutrientes, sendo que irá necessitar de menos comida para ficar satisfeito (não sei se é verdade, alguém se souber que me confirme). Mas para controlar o seu peso, fazer uma refeição mais leve à noite é uma excelente opção.

Veja as nossas dicas para viver melhor e ser mais forte.

  • Em vez de snacks, experimente batidos – Batidos de fruta, embora possam ter várias calorias, poderão ser uma melhor opção aqueles snacks: batatas fritas de pacote, doces e afins. Junte os frutos que mais gostar com água (a escolha mais saudável), leite ou iogurte e faça batidos que poderá facilmente transportar consigo e que poderão ser uma alternativa saudável no seu dia a dia.
  • Comece a olhar para as informações nutricionais dos produtos – Hoje em dia vários produtos, pena que não todos, já têm uma indicação em bolinhas (verde – bom / amarelo – aceitável / laranja – mau / vermelho – grave), para os seus produtos. O problema é que quando vamos ao supermercado só as verduras é que apresentam tudo a verde. A maior parte dos produtos têm pelo menos 1 vermelho e muitas vezes vários amarelos. Hoje em dia é muito complicado evitarmos certas coisas, porque acabaríamos por não comer quase nada, mas estas e outras informações podem ser encontradas nos produtos e ser uma boa ajuda na escolha daquilo que devemos comer.

Faça exercício

  • Escolha exercícios que gosta – Hoje em dia existem inúmeras formas de fazer exercício, por isso não tem de se restringir a algo que não goste. Atualmente no youtube é possível encontrar uma variedade imensa de treinos, para os mais variados objetivos. Escolha aquele que você mais gosta de fazer e será muito mais fácil não desistir. Se gosta de dançar, escolha um com dança, se gosta apenas de levantar pesos, escolha um para pesos, etc.

treinar em casa

  • Faça um treino adequado a si – Pessoas diferentes têm diferentes objetivos e como tal precisam de fazer treinos diferentes. Eu, por exemplo, já treino há mais de 1 ano e não tenho excesso de peso, como tal posso fazer exercícios bastante desafiantes e que puxem imenso pela minha resistência. A minha mãe por outro lado, como falei no início do artigo, como tem excesso de peso e uma idade mais avançada, tem de se restringir (pelo menos inicialmente) a um treino com pouca carga (ou nenhuma) e de baixa intensidade (evitando os saltos e movimentos bruscos). Por outro lado, enquanto uma pessoa com menos peso, pode por exemplo fazer 1 treino de meia hora ou 20 minutos de alta intensidade e ficar satisfeito, uma pessoa com mais peso por fazer um treino de menor intensidade, irá precisar obviamente de treinos mais longos.

Saiba como motivar alguém a fazer exercício.

  • Treine diariamente – A ideia de “ai treino hoje e depois treino quando calha”, não a levará a lado nenhum e será apenas uma perda de tempo. Mais vale treinar menos mas todos os dias, do que treinar apenas quando se lembra. Até porque depois ficará revoltada por não conseguir resultados. Se treinar diariamente o seu corpo irá habituar-se mais rapidamente ao treino e com o tempo dará por si a aumentar a intensidade dos textos e se por acaso quiser perder peso ou aumentar a sua massa muscular, acabará por ter resultados muito mais rápidos se fizer um treino diário.
  • Durma 7 a 8 horas por dia – Vários estudos recentes defendem que o tempo ideal de sono é de 7 horas, ao contrário das 8 que antes se falava. Na minha opinião é entre as 7 e as 8. As pessoas geralmente têm a ideia de quantas mais horas dormem melhor ficam, mas é totalmente o contrário e você pode comprovar isso mesmo. Tente dormir 10 a 12 horas e depois diga-me se nas horas seguinte não terá vontade de voltar novamente para cama. Se treinar todos os dias, dependendo da intensidade do treino, deverá fazer 1 ou 2 dias de folga por semana (dependendo da sua necessidade). Eu recomendo que nuca fique mais do que 2 dias sem treinar.
  • Treine diferentes partes do corpo – Pense no seu corpo como um todo. As pessoas têm um grande problema de pensar que basta passar o dia a fazer abdominais para se ter aquelas barrigas treinadas que se vê nas revistas. Pensamento totalmente errado. Por mais que possa endurecer os seus abdominais, apenas com esse treino não conseguirá remover a camada de gordura que se encontra em cima dos mesmos e como tal os seus abdominais dificilmente irão aparecer.

O que eu quero dizer com isto é que você deve pensar no seu corpo como um todo e não como partes separadas. Você ao treinar músculos grandes do seu corpo, como as costas ou pernas, estará também a treinar a barriga. Não dá para pura e simplesmente achar que por estar a treinar a barriga irá perder calorias nessa zona. Quem nos dera que as coisas se processassem assim. Você irá perder em todo o corpo. Mesmo assim, o seu treino deverá ser o mais completo possível. Se você faz musculação por exemplo, poderá dividir os treinos em: peito e triceps / pernas / costas e bicepts / ombros, etc. Deverá fazer as combinações que ache mais lógicas e que lhe produzam melhores resultados. Não deve é passar todo o dia a treinar o mesmo músculo esperando que terá resultados, porque se os tiver é apenas negativos.

  • Começa a andar ou correr – Para quem tiver problemas em fazer exercícios de elevada intensidade, o andar ou a prática de corrida poderá ser um bom começo para aumentar a sua resistência física e ao mesmo tempo perder peso. Comece por baixo e não queria logo no primeiro dia correr uma meia maratona. Comece por andar, vá aumentando a distância e quando se sentir confortável (ou à vontade), comece a correr. As coisas regradas funcionam muito melhor. Comece por estabelecer objetivos e dia após dia tente superar-se.
  • Aprenda a respirar – Claro que todos nós sabemos respirar, mas talvez nem todos o fazem da forma mais correta. Geralmente quando respiramos nem chegamos a encher metade dos nossos pulmões. Experimente começar a praticar a sua respiração (assim como fazem vários desportistas). Experimente encher completamente os seus pulmões, irá sentir o seu abdômen a expandir e procura ao máximo movimentar ao mínimo os seus ombros durante o movimento. Esta é também uma excelente forma de relaxar quando poderá estar mais stressada.
  • Melhore a sua postura – As suas costas irão agradecer se conseguir melhorar a sua postura. Hoje em dia, sobretudo no trabalho de secretária passamos constantemente o dia em posições desadequadas ou pura e simplesmente passamos o dia na mesma posição (o que já  é mau o suficiente). Existem vários exercícios que poderão ajudar a melhorar a sua postura. Para não a piorar a minha sugestão é que treine o seu peito e costas com a mesma intensidade, porque se apenas se preocupar por treinar o seu peito e não as costas, acabará por criar um desequilíbrio. Para além do treino, comece a treinar no seu dia a dia uma melhor postura.
  • Saiba dar tempo ao tempo – No que toca a exercício (dependo do seu objetivo), as coisas tendem a ser um pouco lentas. Não espere começar a treinar e passado um mês já ser capa de uma revista feminina ou masculina, porque isso não irá acontecer. É uma coisa que demora tempo, por vezes até tempo demais, o que leva muitas pessoas a desistir, antes que consigam ver os resultados. A minha sugestão é que pense menos no aspecto do seu corpo (exterior) e se concentre mais nos benefícios em termos de saúde (melhor respiração, mais resistência) e uma melhor saúde no geral, porque isso realmente é o importante. O resto acabará por aparecer também desde que tenha paciência para esperar os resultados.

A sua forma de pensar

  • Aprenda a gostar de si – Gostar de si é essencial para se sentir bem nas suas tarefas diárias. Só você se pode valorizar a si próprio, se você não o fizer, muito dificilmente os outros o irão fazer. Por vezes somos nós próprios que nos deitamos abaixo, pelo simples facto de não confiarmos em nós e nas nossas capacidades. O medo de tentar coisas novas deixa-nos muitas vezes com pé atrás em relação aos nossos sonhos e isso nunca deve acontecer. Comece a confiar mais em si, a acreditar em si e nas suas capacidades. Deixe de pensar “eu não consigo” e comece a dizer “eu vou fazer isso” e surpreenda-se em como a sua vida pode mudar.

Dicas para ter uma imagem positiva de si mesmo. 

  • Livre-se de pessoas negativas – Todos nós temos na nossa vida pessoas que não acrescentam nada, aliás que apenas intoxicam a nossa vida com coisas más. Pessoas que estão sempre em baixo, que olham para a vida como um grande fardo. Que estão constantemente a queixarem-se e a dizerem que nunca vão ser ninguém na vida. Todos temos pessoas assim. Embora existam exceções, na maior parte dos casos, são pessoas que pura e simplesmente se queixam de tudo mas não fazem nada para mudar a sua situação. Queixar-se é mais fácil, não é mesmo? Não queira ser uma pessoa assim ou muito menos relacionar-se com ela.
  • Veja-se livre da negatividade – Mas a negatividade e os pensamentos negativos não existem apenas nas outras pessoas. Depois de se ver livre dessas pessoas, terá de remover de dentro de si a sua negatividade. Deixe de se mandar abaixo e deixe também de passar todo o seu tempo a dizer que isto ou aquilo não vai resultar. Não sofra de antecipação pelas coisas. Esse é um problema das pessoas, pensaram demasiado nas coisas, sobretudo antes delas acontecerem. O que acontece é que acabam por criar filmes desnecessários na cabeça, coisas que no final acabam por nunca acontecer. Viva o presente e deixe de achar que vai acontecer isto ou aquilo.
  • Tenha um propósito na sua vida – Você está aqui para viver ou para sobreviver? É que se não tiver nenhum objetivo na vida ou algo que a mova, muito dificilmente irá aproveitar esta vida. Pensa para si própria: porque vim ao mundo? Quais são os meus objetivos? O que eu mais desejo fazer nesta vida? E a partir daí, já tendo as suas respostas, esses serão os seus objetivos e a razão porque você deverá lutar para os atingir. Uma vida sem objetivos, nem sonhos só pode ser uma vida vazia e obviamente sem significado.

Saiba como viver a vida sem arrependimentos.

  • Saia mais vezes – Passear os seus dias em casa não vão ajudar nada a que se divirta, ao menos se for para ficar em casa que seja com o seu namorado ou amigos. Mesmo assim é muito importante que você saía a rua, que se divirta e que conheça pessoas novas. Se você fizer sempre as mesmas coisas, frequentar sempre os mesmos lugares e dar-se sempre com as mesmas pessoas acabará por se aborrecer mais tarde ou mais cedo. Aprenda a fazer coisas diferentes, arrisque, sorria, sonhe e viva a sua vida ao máximo, porque apenas temos uma.

E por favor, deixe de fumar!

Esta é a minha última dica, porque vocês já devem estar fartos de me ouvir (ou neste caso ler), deixem de vez o tabaco! Em pleno século XXI, já se torna ridículo as pessoas ainda continuarem a manter um vício que é tão caro e que faz tão, mas tão mal! Já chega de desculpas! Quando uma pessoa quer as coisas realmente acontecem, mas é preciso querer! Não basta dizer “ai eu gostava de”, porque vai uma grande diferença entre o gostar e o precisar. O mesmo se aplica ao treino, à alimentação e a todas as dicas que hoje partilhei com vocês. É preciso uma grande força de vontade para não desistir, mas não é impossível, apenas temos de ser mais fortes do que nós próprios!

Motivos para desistir não faltam, isso poderá ser certo, mas também não devem faltar motivos para continuar. Lembrem-se que as vossas decisões de hoje terão uma grande influência com o que poderá acontecer no futuro. Tudo o que fazemos hoje, por mais inofensivo que possa parecer, terá a sua consequência (positiva ou negativa) no futuro. Se depois de lerem todas estas dicas, não ficaram a pensar um pouco na vossa vida e em tudo aquilo que poderiam mudar, então tenho pena de admitir que perderam tempo e que este artigo não era para vocês e foi apenas uma perda de tempo. Até uma próxima.

Deixar um Comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
avatar

wpDiscuz